Untitled Document

 



 

Cristalina o maior PIB agrícola do Brasil

Cristalina está no topo da produção agrícola. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística  IBGE, o município é o primeiro, quando o assunto é o Produto Interno Bruto PIB Agrícola. O estudo divulgado é referente ao ano de 2010 e foi divulgado no dia 12 de dezembro. Em se-gundo lugar está Petrolina-PE e em terceiro São Desidério-Ba.

O assunto chamou a atenção de autoridades e veículos de comunicação, como o Correio Braziliense, que estampou, no dia seguinte à divulgação, a seguinte manchete Cristalina, a campeã agrícola. Já o jornal O Popular des-tacou que Cristalina desbancou cidades como Rio Verde e salientou que o desenvolvimento tecnológico utilizado na irrigação fez o município se tornar o mais rico na atividade. A oferta e distribuição de água para lavouras de 34 tipos de cultura impulsionou a produção local, escreveu o jornalista Ricardo César, do jornal goiano.

O presidente do Sindicato Rural de Cristalina, Alécio Maróstica, que também é Superintendente de Irrigação do Estado de Goiás festeja a informação e diz que todos os produtos irrigados no município compõem a cesta básica. Somos o município que mais irriga na América Latina, com 635 pivôs em 53 mil hectares. Fornecemos alimentos para todo o Brasil e atraímos grandes compradores, como Pão de Açúcar e Carrefour, já que a produção nossa é contínua, informa Alécio, lembrando que a área irrigada ainda tem potencial para expandir.

Já o secretário executivo do Sindicato, Daniel Sabino Vaz, ouvido pelo Jornal de Cristalina,disse que o setor está satisfeito pelo reconhecimento e ressaltou a evolução do agronegócio no município. Estamos muito felizes, embora para nós não seja surpresa o primeiro lugar no PIB agrícola, porque o agricultor cristalinense evoluiu muito com a utilização de modernas tecnologias e o uso racional da água na irrigação, afirmou.

Daniel diz que todos os produtores de Cristalina estão de parabéns, porque não é fácil produzir alimentos com tantas limitações impostas pelo poder público. Precisamos e queremos avançar, mas nossos produtores, há anos, não têm o devido valor que merecem por parte das autoridades. São necessários investimentos em energia elétrica, melhores estradas para o plantio e escoamento das safras e construção de barragens e pontes, fala Daniel, que ainda reivindica alteração na lei trabalhista rural e juros competitivos. Tendo que superar esses e outros obstáculos nossos produtores chegaram aonde chegaram, imagine se eles tivessem incentivos Por isso eu digo: ninguém mais merece esse título de "campeão" do que o produtor rural. Vocês estão de parabéns!, concluiu Daniel.

A agropecuária foi responsável por agregar R$ 171,1 bilhões ao Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2010, superando em R$ 13,9 bi o resultado alcançado em 2009 (R$ 157,2 bilhões).

Os dados fazem parte da pesquisa Produto Interno Bruto dos Municípios 2010, divulgada nesta quarta-feira (12), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o levantamento, os produtos que tiveram as maiores altas em valores foram: café (34,4%), laranja (28,3%), mandioca (23,7%), banana (19,9%), algodão (19,4%) e cana-de-açúcar (14,9%).

De acordo com o estudo, as riquezas geradas no campo estão concentradas em seis Estados, que somados respondem por 60,9% do PIB agropecuário. Em primeiro lugar, aparece Minas Gerais, responsável por 15,2% do total nacional, seguido por São Paulo (11,3%), pelo Rio Grande do Sul (11,1%), pelo Paraná (9,3%) e por Goiás (7%). O sexto colocado é o Estado de Mato Grosso, com 6,9% do PIB agropecuário brasileiro.

Se forem considerados os dez maiores Estados em renda agropecuária, chega-se a 79,1% do total. Em sétimo lugar está a Bahia, que responde por 5,7%, seguida por Santa Catarina (5,1%), pelo Maranhão (4,1%) e por Mato Grosso do Sul (3,4%).

Fonte - Jornal de Cristalina.


Veja todas as notícias


2018 - Fazenda Figueiredo - Todos os direitos reservados.
Rua A - Quadra 48 - Lote 10 s/n - Setor Noroeste - Caixa Postal 01 - CEP 73850-000 - Cristalina - Goiás - FoneFax - (61) 3612-1480