Untitled Document

 




UM NOVO PASSO NA FAZENDA FIGUEIREDO

Depois de 13 meses desgastantes de construção, neste mês inauguramos o nosso terceiro free-stall, que é decisivo para o nosso resultado econômico, pois a fazenda tem hoje mais de 70% de gado jovem, e com essa ampliação daremos espaço para mais 360 vacas em lactação. O espaço que era de 720 vacas vai agora para 1.080 vacas em lactação, podendo nossa produção ultrapassar os 34.000 litros de leite diários.

Com aproximadamente 300 novilhas prenhas, certamente em pouco tempo chegaremos à produção de 24.000 litros diários, e pela primeira vez nesses últimos 6 anos colocaremos a quantidade de vacas em lactação muito perto dos 50% em relação a quantidade total de animais da fazenda.

Apesar de sempre estarmos abertos a novas tendências, sempre achamos que a Fazenda Figueiredo seria a última a trocar a areia das camas das vacas por qualquer outro produto, mas as forças da natureza e da física foram muito maiores do que nossos anseios. Fizemos várias visitas a Fazendas do Brasil, Canadá e Estados Unidos, até realmente aprovarmos a utilização de colchões de borrachas. No início é apavorante, cheguei a pensar por diversas vezes "vamos destruir nossas vacas", pois qualquer coisa que não fosse a areia sempre foi temido pelos produtores.

Para nós, uso de areia tornou-se inviável, temos que alimentar as camas das vacas duas vezes por semana com aproximadamente 10 kg de areia por vaca, o que dá uma carreta e meia a cada duas semanas para 720 espaços de cama, sendo 52.500 kg por semana. E quando tivermos com mais de 2.000 vacas em lactação? A situação fica ainda mais catastrófica se pensarmos em um ano todo. Mas o mais complicado é para onde levar e o que fazer com essa areia utilizada? Reaproveita - lá? Nossa CCS no tanque não passa de 170 e nossa taxa de mastite não ultrapassa 1% há mais de 3 anos. Vamos prejudicar o leite colocando areia reutilizada? E se jogarmos na lavoura, em poucos anos "teremos um deserto"! Muitos brincam que em Cristalina não existem morros, então estamos criando os nossos, os montes de areia utilizada que temos... A areia de Cristalina e região vêm com muitas pedras de cristal, que quando cai no piso danifica muito o casco das vacas. Então, diante disso tudo, nossa equipe se prontificou a andar, discutir e testar essa nova tecnologia.

Ainda é muito cedo para falarmos bem ou mal, mas para o resultado ser eficiente, em cima desse colchão de borracha tem que ter uma quantidade considerada de algum substrato para não danificar os jarretes e para que a vaca se sinta mais confortável, senão ela não deita. Optamos por feno picado, mas como sabíamos que a quantidade seria grande, construímos também um barracão para armazenar o mesmo.

Nos começo não foi fácil, as vacas demoraram uns dias para se adaptar aos colchões e até aos novos tipos de divisórias, mas depois de 5 ou 6 dias elas já se mostraram adaptadas, só que se descuidar no feno haverá várias vacas em pé! Ainda estamos em processo de adaptação, tanto das vacas quanto da equipe que toma conta.

Esse terceiro free-stall vem seguindo novas linhas de tecnologia e conforto animal. Na metade dos corredores e nas escadas colocamos pisos de borrachas. Para a economia de água, nos lugares dos flaxing estamos dando espaço aos Scrapers, também com muitos ventiladores e aspersores para a redução da temperatura das vacas, para que elas produzam e reproduzam mais. Outra linha adotada por nossa equipe é a utilização do esterco como fonte de matéria orgânica. Para isso, está em construção um novo centro de tratamento de dejetos, o qual terá um separador de sólidos, com esse sólido faremos a compostagem que será usada principalmente em nossas lavouras de café. A parte líquida será bombeada paras as lavouras ao lado da leiteria como fonte de adubo "fertirrigação", e que no futuro também será fonte de energia, uma vez que temos em mente a construção de biodigestores.

Com essas mudanças estamos nos preparando para um crescimento sustentável, esse é o início de um futuro consciente, e é para isso que toda Família Figueiredo, juntamente com seus colaboradores e consultores, trabalham incansavelmente.

 

Por Reinaldo Carlos Figueiredo
Revisão: Vanessa Bortolanza Figueiredo


Veja todas as notícias


2018 - Fazenda Figueiredo - Todos os direitos reservados.
Rua A - Quadra 48 - Lote 10 s/n - Setor Noroeste - Caixa Postal 01 - CEP 73850-000 - Cristalina - Goiás - FoneFax - (61) 3612-1480